Caso Vitória: Pedreiro escreve uma carta ao pai da adolescente, falando que está inocente:”não é justo, estar preso pelo que os outros fizeram”

Lembra do caso da menina vitória? A adolescente que foi encontrada a 16 de junho de 2018, com 12 anos em Araçariguama.

Novos movimentos, na morte da menina Vitória Gabrielly, o pedreiro que foi condenado pela morte da menina, no último ano. Ele escreveu e ,enviou uma carta ao pai da menina dos patins rosa. Após dois anos depois da morte, os pais da adolescente tentam entender a morte da menina.

Um casal também envolvido no caso, ainda não foi julgado. Numa carta enviada aos pais da adolescente, no qual o o site G1 teve acesso ao seu conteúdo, Júlio Ergesse um dos culpados da morte de Vitória que já foi julgado e condenado, e atualmente encontra-se preso na Penitenciária de Tremembé, confirmou que o amigo que o teria denunciado, seria o principal responsável pelo crime e que estaria foragido.

Já em outra linha, ele confirma que a pericia ainda não foi realizada num carro azul. O condenado escreve numa linha da carta:”não é certo, estar preso pelo que os outros fizeram”.

A carta foi entregue ao pai da menina, Beto Vaz, através de uma pessoa que estava detida na mesma unidade que o suspeito. A defesa, também se manifestou após ter acesso há carta.

“Em nenhum momento, eu li uma palavra solidária, nem apenas um boa noite ou até mesmo pêsames.Apenas não entendo porque a enviou. Apenas me dou conta de uma versão, que está apenas preocupado com ele, mesmo descrita aqui”; conta o pai da menina.

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!